21 maio, 2012

Antaq divulga estatísticas do setor [Portal Webtranspo]

Nesta quarta-feira, 16 [de maio], a Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários) divulgou o “Anuário Estatístico Aquaviário 2011”, que mostra os detalhes do transporte de cargas em 36 portos organizados e 106 Terminais de Uso Privativo (TUP) durante todo o ano passado.
De acordo com o estudo, a principal mercadoria movimentada nos portos e Terminais de Uso Privativo no Brasil, em 2011, foi o minério de ferro, com um volume de 327,8 milhões de toneladas. Também fazem parte do ranking os combustíveis e óleos minerais (188,4 milhões de toneladas), soja (41,3 milhões), bauxita (37,4 milhões), açúcar (22,6 milhões), adubos (22,1 milhões), carvão mineral (17,9 milhões), produtos siderúrgicos (14,5 milhões), farelo de soja (12,4 milhões) e milho (10,8 milhões).
Entre os dez principais portos brasileiros, o que mais aumentou a sua movimentação de cargas em 2011 foi o de Vitória (ES), com crescimento de 23,5%. Em seguida, aparecem os terminais de Suape (PE), com alta de 22,4% e o de Itaqui (MA), com elevação de 10,7%.
O Porto de Santos (SP), o maior do País, manteve a liderança com movimentação de 86 milhões de toneladas ao longo do ano passado, entre embarques e desembarques de mercadorias. De acordo com Fernando Serra, gerente de Estudos e Desempenho Portuário da Antaq, o crescimento do terminal paulista, que foi de apenas 0,7%, só não foi maior devido à queda na demanda internacional de produtos como o açúcar e o milho, o que reduziu as exportações brasileiras.
Na sequência do ranking aparecem o Porto de Itaguaí (RJ), com 58,1 milhões; Paranaguá (PR), com 37,4 milhões de toneladas; Rio Grande (RS), com 17,9 milhões e o Porto de Vila do Conde (PA), com 16,6 milhões. Completando os dez primeiros colocados, estão os portos de Itaqui (MA), Suape (PE), São Francisco do Sul (SC), Vitória (ES) e Rio de Janeiro (RJ).
Contabilizando todas as cargas movimentadas por águas brasileiras, 65% entraram ou saíram do País pelos terminais de uso privativo, enquanto 35% utilizaram os portos.

Fonte: Portal Webtranspo; disponível em http://www.webtranspo.com.br/aquaviario/25225-antaq-divulga-estatisticas-do-setor ; acesso em 20/05/2012.


Nenhum comentário: