03 abril, 2012

Terceirização amplia setor de logística [Portal Webtranspo]

Os empresários do setor de logística estão otimistas com o crescimento previsto para 2012. A estimativa é de um faturamento de quase R$ 450 bilhões, valor acima da média anual de R$ 400 bilhões. O aumento da terceirização dos serviços logísticos é apontado como o grande responsável pelo bom momento vivido no segmento.
“As empresas estão identificando a possibilidade de se concentrar mais em seus negócios e passaram a terceirizar serviços como armazenagem, estoque, planejamento de demanda e processamento de pedidos. Isso gera oportunidade de negócios para quem é especializado nessa área”, diz Adalberto Panzan, vice-presidente de Sustentabilidade da Abralog (Associação Brasileira de Logística).
Para o executivo, as transportadoras são as que mais investem para oferecer serviços de logística a outras empresas. “Elas agregam, por exemplo, serviço de armazenagem ao seu portfólio. Não realizam apenas o transporte rodoviário de cargas, complementam com outras atividades para os clientes, como centros de distribuição avançados”, afirma Panzan.
Outro destaque é o setor de logística reversa, que trata do controle do fluxo de resíduos no pós-consumo, com o objetivo de dar uma destinação correta aos produtos descartados. Neste ramo, só os negócios da área de resíduos eletrônicos devem ter alta de 20% em 2012.
“A logística reversa cresce por causa da simplificação dos processos e pela introdução de meios eletrônicos fiscais, quando as transações passam a ser feitas com menos burocracia. Mais compras são feitas e mais produtos são devolvidos”, conta Panzan.
Apesar do crescimento previsto para o ano, um entrave para um progresso ainda maior é a questão dos impostos. Isso porque o recolhimento das taxas ocorre antes do recebimento pelo serviço prestado, o que impacta o fluxo de caixa das empresas.
“Somos contratados para prestar o serviço, mas ele não é pago à vista. Se o empresário não tiver reserva de caixa, liquidez, capital próprio, corre o risco de ter que recorrer ao cheque especial e pagar juros, porque é obrigado a pagar os impostos”, explica Panzan.
Fonte: Portal Webtranspo; disponível em http://www.webtranspo.com.br/logistica/24659-terceirizacao-amplia-setor-de-logistica ; acesso em 01/04/2012.

Nenhum comentário: